A construção coletiva de currículos em comunidades tradicionais

Com uma metodologia participativa, de cunho pedagógico, a experiência de tecnologia social intitulada “Metodologia de Construção de Currículos Diferenciados” une o saber local ao saber acadêmico na construção de currículos diferenciados para comunidades tradicionais.

A experiência, coordenada pelo professor Doutor Domingos Barros Nobre, do Departamento de Educação (DED), do Instituto de Educação de Angra dos Reis (IEAR), campus da UFF local, conta com parcerias nas três esferas (municipal, estadual e federal), de forma a promover uma educação diferenciada na formação dos professores de comunidades tradicionais, para que possam conhecer a realidade indígena, caiçara e quilombola, e construir currículos a partir dessas realidades.

Os professores são formados de forma a conhecer de fato as especificidades dos saberes e culturas locais de cada uma dessas comunidades, e no caso de professores indígenas, preparam materiais e dão aulas na língua materna, Guarani, contando com as parcerias institucionais, como o Fórum de Comunidades Tradicionais (FCT), o Observatório de Comunidades Tradicionais Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina (OTSS) e o Coletivo de Apoio à Educação Diferenciada de Paraty, por exemplo, que dão as diretrizes para a construção coletiva das matrizes educacionais.

Através dessa metodologia, a ideia é valorizar os saberes tradicionais dessas comunidades, unindo ao saber acadêmico, para que possam ser construídos currículos levando em consideração todas as nuances interculturais, preservando também a memória dessas populações. A formação de professores busca a identificação dos fatores de importância e relevância que precisam constar no currículo, para posteriormente ensinar às comunidades como fazer, para que possam ter autonomia.

A experiência de tecnologia social “Metodologia de Construção de Currículos Diferenciados” faz parte do Catálogo de Tecnologias Sociais de 2019, que você pode ler na íntegra aqui. E para conhecer mais sobre o trabalho que temos desenvolvido na Coordenação de Inovação e Tecnologias Sociais, acesse aqui.

Copyright 2020 - STI - Todos os direitos reservados

Translate »